Amazônia Brasília Cidades Ciência Cotidiano Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
09/12/2019 | 19:50 - Brasil / Tecnologia

AM. Prefeitura recebe premiação de R$ 120 mil na 16ª Expoepi

Divulgação- Semsa

“Fico muito feliz em saber que os trabalhos realizados pelos nossos profissionais da Secretaria Municipal de Saúde foram reconhecidos, mostrando nossas experiências bem-sucedidas na rede municipal e servindo de exemplo para todo o país. Parabenizo os três profissionais da Vigilância Epidemiológica, Marco Antônio, Nilson e Sonaira, pelo compromisso e envolvimento em melhorar a saúde pública de Manaus”, disse o prefeito Arthur Virgílio Neto, ao saber da premiação.

 

Três trabalhos da Vigilância Epidemiológica, da Prefeitura de Manaus, foram premiados na 16ª Mostra Nacional de Experiências Bem-Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças (Expoepi), resultando em uma premiação de R$ 120 mil, valor que será empregado na qualificação dos processos de trabalho e melhoria dos serviços de saúde.

 

“Fico muito feliz em saber que os trabalhos realizados pelos nossos profissionais da Secretaria Municipal de Saúde foram reconhecidos, mostrando nossas experiências bem-sucedidas na rede municipal e servindo de exemplo para todo o país. Parabenizo os três profissionais da Vigilância Epidemiológica, Marco Antônio, Nilson e Sonaira, pelo compromisso e envolvimento em melhorar a saúde pública de Manaus”, disse o prefeito Arthur Virgílio Neto, ao saber da premiação.

 

Realizada no período de 4 a 6/12, em Brasília (DF), a 16ª Expoepi é uma mostra competitiva nacional que reúne profissionais de todo o Brasil e premia as experiências bem-sucedidas que são executadas por profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) em atividades de Vigilância em Saúde.

 

De acordo com a diretora do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (Devae), da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), enfermeira Marinélia Ferreira, a 16ª edição da Expoepi teve 1.185 trabalhos inscritos de todo o Brasil e 48 foram selecionados para a mostra competitiva em apresentação oral.

 

“Desses 48 trabalhos selecionados, três foram desenvolvidos por profissionais da Vigilância Epidemiológica da Semsa. Eles concorreram em três áreas diferentes da mostra competitiva, sendo que dois conquistaram o primeiro lugar, com premiação de R$ 50 mil cada, e um foi premiado em terceiro lugar, valendo uma premiação de R$ 20 mil”, informou Marinélia.

 

Trabalhos

 

Na área de Estratégias Inovadoras para a Ampliação do Acesso e da Qualidade dos Serviços de Saúde, foi premiado o trabalho "Savan: uma ferramenta para o acompanhamento e correção sistemática de notificações compulsórias”, de autoria de Marco Antônio Pereira Rodrigues, chefe da Divisão de Controle de Doenças e Agravos Transmissíveis da Semsa, que avaliou o uso do software Savan, idealizado por ele, na melhoria da qualidade das notificações compulsórias registradas na base de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), do Ministério da Saúde.

 

Na categoria Vigilância, Prevenção e Respostas às Doenças Transmissíveis com Potencial Epidêmico, a Expoepi premiou em primeiro lugar o trabalho “Analisador de dados interativo para monitoramento do surto de sarampo em Manaus”, de autoria do assistente administrativo Nilson Ribeiro Picanço, servidor do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs/Devae), demonstrando como o município de Manaus desenvolveu sistemas de informação para combater o surto de sarampo, o que permitiu a conexão de diversas fontes de dados, facilitando o monitoramento e progresso das ações de combate à doença.

 

Na área temática de Enfrentamento das Doenças Negligenciadas ou em Eliminação como Problema da Saúde Pública, foi premiado em terceiro lugar o trabalho "Uso das ferramentas Hansen e Savan na dinamização da gestão do cuidado dos pacientes de hanseníase”, de autoria da enfermeira Sonaira Castro Everton, técnica do Núcleo de Controle de Hanseníase da Semsa, destacando os instrumentos e as técnicas utilizadas para dinamizar a gestão do cuidado aos pacientes de hanseníase.

 

“São três experiências bem-sucedidas executadas em Manaus e a premiação da Expoepi é um reconhecimento da qualidade do trabalho e da capacitação dos profissionais que atuam na rede municipal de saúde, mostrando que as ações desenvolvidas são eficientes no cuidado da saúde da população”, destacou Marinélia. 

Semsa

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2019 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença