Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
20/07/2020 | 14:55 - Amazonas / Notícias

Amazonas tem primeira unidade prisional feminina do país com 100% das internas trabalhando

FOTOS: Divulgação/Seap

 
 
Governador Wilson Lima destacou importância de parcerias para alavancar projetos de ressocialização
 
O Amazonas é o primeiro estado do Brasil a ter uma unidade prisional feminina com 100% das internas inseridas em projetos de ressocialização. A Penitenciária Feminina de Manaus (PFM) conquistou a liderança no ranking do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), vinculado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, após atingir o pioneirismo no estado na semana passada.
 
Segundo o governador Wilson Lima, desde 2019 o Governo do Estado tem buscado parcerias para alavancar as iniciativas de ressocialização dentro das unidades prisionais. 
 
“Quando assumimos o governo, tínhamos apenas 20 internos em todo o sistema prisional participando de trabalhos para remição de pena. Determinei que a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) fosse em busca de parcerias com outros órgãos, públicos e privados, para trazer cursos e oficinas profissionalizantes, porque entendemos que é melhor termos um detento recuperado do que alguém que vai sair e voltar para a criminalidade”, avaliou Wilson Lima.
 
A PFM é uma unidade de regime fechado que conta, no momento, com 49 apenadas em suas dependências. Todas as reeducandas participam dos programas “Trabalhando a Liberdade” e “Conhecimento que Liberta”, iniciados na atual gestão, com o objetivo de promover a ressocialização e reintegração à sociedade das Pessoas Privadas de Liberdade (PPLs) por meio do trabalho e estudo.
 
Na última quinta-feira, (16/07), foi inaugurada a confeitaria e a panificadora da PFM. A unidade também está em processo de ampliação da sala de costura e na reativação do salão de beleza. 
 
“Nosso foco é promover atividades de ressocialização que eliminem o ócio das apenadas e permitam realizar trabalhos autônomos quando saírem do sistema prisional, beneficiando tanto elas quanto a sociedade em geral, uma vez que abandonem o mau caminho”, afirmou o secretário da Seap, coronel Marcus Vinícius. 
 
Capacitação – Só na PFM já foram promovidas diversas capacitações, como: Pintura Predial, Pintura em Tecidos, Jardinagem, Customização de Sandálias, Design de Sobrancelhas, Panificação, Corte e Costura. Com essa última, a unidade foi a primeira a confeccionar máscaras descartáveis para auxiliar no combate ao novo coronavírus, desde o início da pandemia na capital do Amazonas.
 
As detentas receberam capacitação nos cursos de Confecção de Ovos de Páscoa, Mão de Obra em Construção Civil, Depilação Básica, Corte e Escova, Confeitaria, todos voltados para geração de renda, podendo ser aproveitados após a saída do cárcere. Enquanto isso, o aprendizado é aproveitado nos serviços disponíveis dentro da unidade prisional, e como meio para remir suas penas, conforme prevê a Lei de Execução Penal (LEP).
 
 

  

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença