Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
12/09/2020 | 10:05 - Brasil / Notícias

Arroz bateu recorde de exportações e preço mais que triplicou em 10 anos

Foto: Claudio Fachel/Palácio Piratini

Lavoura de arroz em São Borja (RS): produto registrou alta nos últimos meses

Análise de 2010 a 2020, preço em dólar baixou. Venezuela é quem mais compra.
 
O preço do arroz produzido no Brasil mais que triplicou de janeiro de 2010 até o final de agosto. O valor da saca de 50 kg, vendida pelos produtores, subiu bem além da inflação do período.
 
Em dólares, o preço do arroz caiu 0,8% no mesmo período. É o que indica levantamento (181 KB) do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da USP.
 
O encarecimento do arroz para os consumidores nos últimos meses está relacionado à desvalorização do real frente à moeda norte-americana. Com o dólar num patamar  elevado, os produtores tendem a exportar mais. Isso diminui a oferta no mercado interno e contribui para a alta do preço.
 
EXPORTAÇÕES
 
A exportação de arroz bateu recorde em 2020. Até 31 de agosto, mais de 1 milhão de toneladas foram vendidas para o exterior. Já o volume importado caiu 17,2% no último ano.
 
O governo federal zerou as taxas de importações do produto e também definiu critérios para a isenção. A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) assegurou  que não faltará arroz nos supermercados.
 
DESTINO DO ARROZ
 
A Venezuela é a maior compradora do arroz brasileiro neste ano. O país adquiriu 246,4 mil toneladas até 31 de agosto –ou seja, 21,4% de todo volume exportado no período.
 
Poder 360

    

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença