Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
20/09/2020 | 19:05 - Amazonas / Polícia

Base Arpão prende idosa venezuelana com R$ 4 mil em drogas nas partes íntimas

Foto: Divulgação/SSP


Durante fiscalização a embarcações neste domingo (20/09), no Rio Solimões, os policiais da Base Fluvial Arpão, da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), prenderam uma idosa venezuelana, de 66 anos, transportando entorpecentes nas partes íntimas. A prisão ocorreu em Coari (a 363 quilômetros de Manaus). A mulher vinha de lancha da cidade de Tabatinga (a 1.108 quilômetros da capital), na tríplice fronteira, com destino a Manaus.

Esta é a 18ª mulher presa pela Base Arpão transportando droga em barcos que navegam no Rio Solimões. De 21 prisões relacionadas a tráfico de drogas efetuadas pelas equipes nos últimos 20 dias, 18 foram mulheres. No mesmo período, foram apreendidos mais de 130 quilos de entorpecentes.

A apreensão das drogas com a idosa resultou em um prejuízo de R$ 4 mil ao crime. A prisão ocorreu durante a manhã, na embarcação Madame Crys. A equipe de policiais militares e civis contaram com auxílio da cadela Zoé, da Companhia Independente de Policiamento com Cães (Cipcães), que sinalizou que no banco onde a infratora estava havia entorpecentes.

Ao fazerem a abordagem, os policiais sentiram forte odor de fezes. Após uma revista íntima, foram localizadas três cápsulas contendo cocaína e uma esfera de skunk. Em depoimento, ela confessou ter recebido a quantia de R$ 1 mil para servir de engolidora de droga.

A idosa foi conduzida ao Hospital de Coari para exames médicos, mas disse que não carregava mais entorpecentes consigo. Ela foi informada que corria risco de vida, caso algum material vazasse dentro do organismo. Segundo a Polícia Civil, é raro esse tipo de transporte de drogas em embarcações. Pelo tempo curto de ação do suco gástrico, o mais comum é que os traficantes façam esse transporte de avião.

A idosa foi flagranteada e vai responder pelo crime de tráfico de drogas.

Criada pela SSP-AM, a Base Arpão atua de forma integrada com efetivos das Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Federal, Força Nacional, Secretaria de Operações Integradas (SEOPI), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

As denúncias pode ser feitas através do 181, o disque-denúncia da SSP-AM. O serviço é gratuito e funciona 24 horas por dia em todo o estado.
 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença