Amazônia Assembleia Legislativa do Amazonas Brasília Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Cotidiano Economia Educação Energia
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
11/11/2019 | 20:35 - Brasil / Política

Bolsonaro ameaça usar Lei de Segurança Nacional para prender LULA

AP Photo/Eraldo Peres

"Temos uma Lei de Segurança Nacional que está aí para ser usada. Alguns acham que os pronunciamentos, as falas desse elemento, que por ora está solto, infringem a lei. Agora, nós acionaremos a Justiça, quando tivermos mais do que certeza de que ele está nesse discurso para atingir os seus objetivos", disse domingo em entrevista ao site Antagonista, divulgada nesta segunda-feira.

 

"Temos uma Lei de Segurança Nacional que está aí para ser usada. Alguns acham que os pronunciamentos, as falas desse elemento, que por ora está solto, infringem a lei.

Agora, nós acionaremos a Justiça, quando tivermos mais do que certeza de que ele está nesse discurso para atingir os seus objetivos", disse domingo em entrevista ao site Antagonista, divulgada nesta segunda-feira.

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que pode usar a Lei de Segurança Nacional contra as declarações de Luiz Inácio Lula da Silva e que vai acionar a Justiça quando tiver "certeza" de que Lula "está nesse discurso para atingir os seus objetivos". 

Bolsonaro citou os protestos no Chile e a volta da " turma da Cristina", na Argentina.

"Você pode ver no Chile, o presidente Piñera demitiu todos seus ministros, pediu perdão e continua a mesma coisa. Na Argentina, não houve nenhum badernaço, porque já era uma tendência a turma da Cristina voltar ao poder como voltou. Então, acredito que não tenha problema. Agora tem que se preparar porque, na América do Sul, o Brasil é a cereja do bolo. Se nós aqui entrarmos em convulsão, complica a situação".

O presidente disse ainda que o mensalão e a Lava-Jato foram um obstáculo, no Brasil, para a "tentativa insana de poder absoluto" da esquerda.

"Esses países de esquerda, né, que já têm governo, como lá atrás quando foi criado, até as Farc fizeram parte, o objetivo era se ajudarem para chegar ao poder. O próprio Dirceu disse, algum tempo depois, que muitos que chegaram ao poder não acreditavam. E, aqui no Brasil, aconteceu um fenômeno conhecido como Mensalão, Lava Jato, que botou, não digo um ponto final, mas botou um obstáculo para prosseguirem nessa tentativa insana de poder absoluto"

YAHOO

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2019 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença