Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
26/05/2020 | 16:05 - Brasil / Brasília

Bolsonaro fala em arquivamento de inquérito e diz defender democracia

Sérgio Lima / Poder 360

O presidente Jair Bolsonaro e o procurador-geral da República, Augusto Aras

 
 
Presidente nega interferir na PF, diz respeitar Justiça e Congresso.
 
Nota vem pós-reunião com Aras
 
 
O presidente Jair Bolsonaro afirmou que não interferiu na Polícia Federal e disse acreditar no arquivamento do inquérito presidido pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Celso de Mello que apura essa suposta conduta. Foi a partir dessa investigação que foi divulgado o vídeo da reunião interministerial de 22 de abril.
Bolsonaro disse que “é o momento de todos se unirem” e afirmou que “devemos atuar” para ter “independência e harmonia “entre os Poderes, “com respeito mútuo”.
 
Por fim, ao povo brasileiro, reitero minha lealdade e compromisso com os valores e ideais democráticos que me conduziram à Presidência da República”, disse.
Bolsonaro deu as declarações por meio de uma nota à imprensa. Ele costuma fazer seus comunicados pelas redes sociais.
 
O presidente fez as declarações após encontrar o procurador-geral da República, Augusto Aras. Ele se convidou para comparecer na manhã desta 2ª feira (25.mai) à PGR (Procuradoria Geral da República).
A visita foi logo depois da solenidade online de posse do subprocurador-geral da República, Carlos Alberto Vilhena, no cargo de procurador federal dos Direitos do Cidadão.
 
O inquérito que investiga o presidente pela suposta interferência na Polícia Federal corre sob os cuidados da PGR. A investigação baseia-se em acusações feitas pelo ex-ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) ao deixar o cargo.
 
O encontro de Bolsonaro e Aras e o otimismo em relação a eventual arquivamento das investigações contra o presidente e o consequente esfriamento da crise política animaram o mercado financeiro. A Bolsa fechou o dia com alta de 4,33%, a 85.727,49 pontos. Já o dólar teve queda de 2,18%, cotado a R$ 5,46.
 
Eis a íntegra da nota do presidente:
 
1. Mantenho-me fiel à proteção e à defesa irrestritas do povo brasileiro, especialmente os mais humildes e aos que mais precisam. Sinto-me bem ao seu lado e jamais abrirei mão disso.
2. Nunca interferi nos trabalhos da Polícia Federal. São levianas todas as afirmações em sentido contrário. Os depoimentos de inúmeros delegados federais ouvidos confirmam que nunca solicitei informações a qualquer um deles.
3. Espero responsabilidade e serenidade no trato do assunto.
4. Por questão de Justiça, acredito no arquivamento natural do Inquérito que motivou a divulgação do vídeo.
5. Reafirmo meu compromisso e respeito com a Democracia e membros dos Poderes Legislativo e Judiciário.
6. É momento de todos se unirem. Para tanto, devemos atuar para termos uma verdadeira independência e harmonia entre as instituições da República, com respeito mútuo.
7. Por fim, ao povo brasileiro, reitero minha lealdade e compromisso com os valores e ideais democráticos que me conduziram à Presidência da República. Sempre estarei ao seu lado e jamais desistirei de lutar pela liberdade e pela democracia.

Fonte: Poder 360 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença