Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
22/10/2020 | 21:20 - Brasil / Ciência

Butantan diz que Anvisa retarda importação de matéria-prima para fabricação da vacina chinesa no Brasil

Foto : Divulgação/Governo de SP

nstituto enviou pedido formal de liberação excepcional da importação do produto no dia 23 de setembro e recebeu hoje (22) a informação de que o assunto só será tratado no dia 11 de novembro

Segundo o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, a Anvisa tem retardado a autorização para a importação da matéria-prima que possibilitará a fabricação da vacina chinesa no Brasil. As informações são da Folha de S.Paulo.
O instituto planejava receber em outubro 6 milhões de doses do imunizante Coronavac já prontos e fabricar no Brasil, até dezembro, as outras 40 milhões a partir da matéria-prima que chegaria da China.
Covas afirma, no entanto, que após enviar pedido formal de liberação excepcional da importação do produto no dia 23 de setembro, recebeu hoje (22) a informação de que o assunto só será tratado em uma reunião marcada para o dia 11 de novembro.

Na última quarta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro mandou cancelar o protocolo de intenções de compra de 46 milhões de doses da vacina CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan e pela farmacêutica chinesa Sinovac.

Metro1 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença