Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
22/06/2020 | 18:20 - Roraima / Notícias do Parlamento

CPI DA SAÚDE - Empresa presta esclarecimentos nesta terça-feira sobre venda de respiradores

Foto: Reprodução/TV ALE

Medida foi anunciada nesta segunda-feira (22), durante a oitiva na ALE-RR
A empresa contratada para o fornecimento de respiradores para a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) prestará esclarecimentos para a CPI da Saúde (Comissão Parlamentar de Inquérito), da Assembleia Legislativa de Roraima, na manhã desta terça-feira (23). Os deputados buscam esclarecimentos sobre o pagamento antecipado por 30 itens não entregues.
 
Na oitiva, prevista para iniciar às 9h, serão ouvidos representantes da empresa CMOS – Drake Nordeste envolvido na venda dos respiradores, além de representantes da empresa Belfort Comércio. “Essa semana é uma maratona de oitivas que nós iremos tomar. Desde a semana passada até a próxima sexta-feira, serão 20 pessoas ouvidas. São representantes de empresas que formalizaram uma relação contratual com a Sesau [durante o período de calamidade]. Estes contratos estão sob investigação da CPI”, explicou o presidente da comissão, Coronel Chagas (PRTB).
 
Na tarde desta segunda-feira (22), houve uma oitiva para colher o testemunho do proprietário da empresa Inforr, sobre o processo emergencial para locação de equipamentos para conexão de internet no estádio Canarinho, que seria um dos locais de atendimento aos infectados pelo Covid-19.
 
A testemunha respondeu aos questionamentos e disse que a proposta foi feita com base no valor de mercado. Mas o relator da CPI, Jorge Everton (MDB), apontou que seria mais econômico para o Governo a compra destes equipamentos em vez da locação. “Quando analisamos os processos, o que chamou atenção é o fato dessa locação. Ela custar R$ 109.800 total.  Sendo que para esse período de seis meses, se fosse fazer uma aquisição, haveria uma economia de R$ 53 mil.”
 
Dois representantes da empresa Nova Médica também seriam ouvidos nesta tarde. A primeira testemunha explicou que reside em outro estado, mas pediu para remarcar. Enquanto, a outra testemunha não justificou a ausência, logo a CPI a convocará novamente.
 
Nesta oitiva participaram presencialmente Coronel Chagas (PRTB), presidente da CPI; Nilton Sinpol (Patri) vice-presidente; Jorge Everton (MDB), relator e o deputado Eder Lourinho (PTC). Por videoconferência, participaram os deputados Lenir Rodrigues (Cidadania) e Evangelista Siqueira (PT).

Texto: Vanessa Brito 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença