Amazônia Assembleia Legislativa do Amazonas Brasília Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Cotidiano Economia Educação Energia
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
25/10/2019 | 14:35 - Amazonas / Assembleia Legislativa do Amazonas

Deputados apontam avanços e problemas de Manaus nos seus 350 anos

Iasbela Caroline

O ex-prefeito de Manaus, deputado Serafim Corrêa (PSB), entende que, ao longo dos anos, houve uma evolução em todos os sentidos na capital. “Nós temos mazelas, mas, se compararmos à Manaus de cinquenta anos atrás, vamos ver que a cidade evoluiu”, afirma. O parlamentar enumera, no entanto, que os principais entraves ao desenvolvimento do município, estão nas áreas da educação, saúde, segurança, saneamento básico, urbanismo e o sistema viário, que, por consequência, resulta em dificuldades no transporte coletivo.

 

Fundada em 24 de outubro de 1669, Manaus chega, nesta quinta-feira (24), aos 350 anos. Motivo de comemoração, a data também é um convite à reflexão sobre o passado, o presente e o futuro da sétima cidade mais populosa do País, com 2,18 milhões de habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). Neste sentido, deputados e deputadas estaduais, ao tempo em que festejam o aniversário da Capital, apontam avanços e problemas constatados na maior metrópole da Amazônia.

O ex-prefeito de Manaus, deputado Serafim Corrêa (PSB), entende que, ao longo dos anos, houve uma evolução em todos os sentidos na capital. “Nós temos mazelas, mas, se compararmos à Manaus de cinquenta anos atrás, vamos ver que a cidade evoluiu”, afirma. O parlamentar enumera, no entanto, que os principais entraves ao desenvolvimento do município, estão nas áreas da educação, saúde, segurança, saneamento básico, urbanismo e o sistema viário, que, por consequência, resulta em dificuldades no transporte coletivo.

Serafim diz que, apesar dos empecilhos, ao se comparar com outras cidades, Manaus não está tão atrasada. “Ao contrário, avançamos muito positivamente”, ressalta Serafim, que foi prefeito da Capital entre os anos 2005 a 2008.

 

Minoria feminina

 

A vice-presidente da Aleam, Alessandra Campêlo (MDB), analisa que, Manaus é uma cidade mais madura. Ela ressalta, porém, que, sob a ótica das mulheres, é necessária uma maior participação do segmento feminino nos Poderes. “Manaus precisa eleger mais mulheres que tragam a razão em conjunto com a sensibilidade, para ajudar a fiscalizar e gerir da melhor forma possível à coisa pública”, argumenta a presidente da Comissão da Mulher, da Família e do Idoso (CMFI).

Alessandra classifica o crescimento das invasões como uma das principais “chagas” do município. “O crescimento de invasões, que muitas vezes são permitidas por questões políticas, cria uma cidade desordenada”, comenta.

 

Zona Franca

 

Para o deputado Dr. Gomes (PSC), o reconhecimento pelo grau de desenvolvimento da cidade, não deve ser creditado somente às figuras do contexto político e administrativo atual, mas ao trabalho de todas as pessoas que fazem parte da história. “Se hoje Manaus é bonita, maravilhosa, pujante, que tem uma história no contexto nacional e internacional, nós damos graças a várias gerações de políticos e administradores, empresários, artistas, todos que deram e dão sua parcela de contribuição”, afirma.

Dr. Gomes diz que a maior dificuldade enfrentada pela cidade são as ameaças ao Polo Industrial de Manaus (PIM) e ao modelo Zona Franca de Manaus (ZFM). “Muitos políticos do Sul continuam vendo a ZFM como uma ameaça à política da economia nacional, enquanto que nós aqui vemos diferente, pois temos contribuído com divisas para o restante do País”, observa o parlamentar.

Segundo o deputado, a ZFM gera mais de cem mil empregos. “São cem mil trabalhadores responsáveis pela sustentação da floresta amazônica em pé”, argumenta, acrescentando que os políticos do Amazonas continuarão vigilantes para impedir qualquer investida, que tente desestabilizar a ZFM.

 

Atenção desigual

 

A líder do Governo, Joana Darc (PL), diz que comemora o aniversário de Manaus com muita alegria. Entretanto, a parlamentar salienta ter um olhar crítico e sereno dos problemas que precisam ser enfrentados pelos homens e mulheres públicos, e pela população. Ela cita que há uma atenção desigual, por parte dos gestores, em relação aos bairros. “A gente ainda tem na cidade, bairros que são muito privilegiados e, bairros que não têm os serviços de limpeza, asfaltamento e saneamento básico. E, querendo ou não, isso causa consequências, para as pessoas”, frisa.

Joana Darc também coloca a mobilidade urbana como prioridade. “O transporte público é uma questão a ser resolvida, com a utilização de outros modais”, alerta. A deputada destaca que vem contribuindo para uma Manaus mais estruturada, pois tem destinado recursos para melhorias específicas na cidade, através de emendas. Este procedimento também é adotado por outros deputados e deputadas estaduais. 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2019 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença