Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
28/04/2020 | 15:00 - Amazonas / Saúde

Em reunião com ministro da saúde, Wilson Lima reforça pedido de ajuda do Governo Federal no combate ao Covid-19

FOTOS: Divulgação/Secom

 

O governador Wilson Lima, acompanhado da secretária de Saúde, Simone Papaiz, participou na manhã desta terça-feira (28/04) de uma videoconferência com o Ministro da Saúde, Nelson Teich, que tratou do apoio do Governo Federal aos Estados no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), e renovou pedido de auxílio ao Amazonas.

Participaram da reunião governadores e secretários de Saúde dos estados da região Norte. Na ocasião, o ministro Nelson Teich e o secretário executivo do Ministério da Saúde (MS), general Eduardo Pazuello, ressaltaram que Manaus é hoje uma das cidades que necessita de atenção mais imediata.
 
Teich disse que o MS enviará ao Amazonas, nos próximos dias, uma equipe de técnicos para auxiliar nas ações que estão sendo desenvolvidas pela Susam.
 
Wilson Lima reforçou o pedido de auxílio do ministério para a obtenção de recursos humanos e aquisição de equipamentos, principalmente respiradores, duas questões fundamentais para que o Governo consiga ampliar o número de leitos nas unidades de saúde do Estado.
 
“Nossas principais necessidades são aquelas já apresentadas aqui, sobretudo a questão dos respiradores. Temos tido reuniões constantes com o Ministério da Saúde para podermos avançar nesses itens. Ontem conversei com o general Pazuello, que me falou do plano que está sendo construído para o Amazonas para que possamos combater o coronavírus”, frisou o governador.
 
No último sábado (25/04), a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) enviou ao MS três ofícios solicitando o apoio do Governo Federal para a compra de equipamentos e insumos, contratação de recursos humanos e a abertura de um hospital de campanha em Manaus.
 
A secretária Simone Papaiz também fez questão de pontuar, mais uma vez, a necessidade de ajuda urgente ao Estado. “A situação vem se agravando. Desenvolvemos estratégias de ampliação de leitos, mas esbarramos nessas sequências de dificuldades em obter equipamentos, médicos intensivistas. Estamos chegando ao limite da nossa capacidade, inclusive de sepultamentos”.
 
Dificuldades de aquisição – A questão em torno da obtenção urgente de respiradores também foi levantada por governadores de outros estados, como Acre e Pará. Em resposta, o ministro Nelson Teich declarou que o Governo Federal está trabalhando para suprir essa demanda, que será atendida conforme a gravidade da pandemia em cada localidade.
 
“A dificuldade na compra de respiradores é mundial. Nosso foco hoje é a entrega desses equipamentos para cuidar das pessoas. Vamos fazer isso avaliando a criticidade de cada estado, para que haja eficiência nessa entrega, escolhendo os locais certos”, disse o ministro.
 
O governador Wilson Lima também citou a preocupação existente sobre o estabelecimento de protocolos diferentes para melhor identificar óbitos decorrentes de Covid-19 e ressaltou os expressivos números de sepultamentos que têm acontecido nos cemitérios de Manaus, onde anteriormente ocorriam 30 enterros por dia; hoje, o número é cerca de três vezes maior.
 
Planejamento – Durante a reunião, o general Eduardo Pazuello solicitou aos Estados a elaboração de planos de contingência, com as medidas que estão sendo adotadas pelos governos e as necessidades mais urgentes. Ele destacou que o Amazonas é o Estado mais adiantado nesse sentido.
 
“Mapear informações é fundamental para fazermos o planejamento mais adequado para cada lugar e o Amazonas hoje é o Estado em que temos o plano de ação mais pronto e desenhado. Por isso já temos algumas medidas para passar para vocês”.

  

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença