Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
01/10/2020 | 13:20 - Amazonas / Economia

Em sua 42ª edição, Expoagro movimentou mais de R$ 60 milhões no agronegócio do Amazonas

FOTOS: Emerson Martins

 
 
Evento que aconteceu de forma virtual atingiu público dentro e fora do Brasil
 
A 42ª Exposição Agropecuária (Expoagro), realizada pelo Governo do Amazonas e executada pela Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), de forma 100% virtual, movimentou cerca de R$ 60 milhões no agronegócio do estado, envolvendo a comercialização de maquinário, negócios de animais, bovinos, caprinos, ovinos, praça de alimentação e ações de crédito rural, por meio dos agentes financeiros.
 
Durante os três dias de evento, da última segunda (28/09) à quarta-feira (30/09), a Exposição alcançou público em todas as regiões do Brasil e chegou a um total de 22 países entre América do Sul, Ásia, Europa e América Central, reforçando a importância do setor primário para a economia do estado e levando o trabalho dos produtores rurais para fora do Amazonas.
 
Alcance – Num formato totalmente tecnológico, a Feira contou com mais de 122 mil visualizações na plataforma do site, assim como 200 mil visualizações nas redes sociais da TV Encontro das Águas, Sepror e Governo do Amazonas, mostrando que o uso da tecnologia também beneficia o produtor e o agronegócio regional.
 
Durante toda a programação foram disponibilizadas, pela plataforma www.expoagro.am.gov.br, 63 horas de vídeos de 25 instituições parceiras. Foram exibidas 160 videoaulas e disponibilizados mais de 228 conteúdos em formato PDF (cartilhas), bem como realizada a transmissão de dezenas de conteúdos e lives na programação do canal 2.5 da TV Encontro das Águas, que ficarão disponíveis na plataforma digital até o dia 20 de outubro de 2020.
 
Nessa edição totalmente inovadora, a Feira Agropecuária contou com 143 expositores de vários municípios do estado e da capital em diferentes segmentos.
 
“Sentimento de dever cumprido a Expoagro Digital 2020, que superou todas as nossas expectativas de negócios, bem como apresentou um conteúdo técnico de alto nível, além do Seminário de Bioeconomia da Amazônia, que comprovou a riqueza da nossa sociobiodiversidade e a necessidade de promovermos o desenvolvimento sustentável com mais renda para os produtores rurais e populações tradicionais que moram no Amazonas”, comemorou o secretário titular da Sepror, Petrucio Magalhães Júnior.
 
Lives – Durante a programação, a Expoagro buscou valorizar os artistas locais, dando destaque aos ritmos amazônicos, como a toada de boi-bumbá, com os levantadores dos bumbás de Parintins, Caprichoso e Garantido, David Assayag e Sebastião Júnior, respectivamente; bem como os artistas sertanejos, Jean Williams e Breno Marx, que participaram pela primeira vez do evento.
 
“Essa foi uma oportunidade para o mostrar o trabalho para um grande público dentro e fora do país através de um novo formato de longo alcance”, disse Jean Williams.
 
O evento encerrou com a participação do grupo Canto da Mata, ao som de muito boi-bumbá.
 
Idam – A exposição de animais sempre foi uma das atrações mais aguardadas pelos espectadores e criadores nas feiras agropecuárias, e neste ano, mesmo com a migração para o formato digital, a Expoagro não deixou de lado a tradição. De acordo com a gerente de Produção Animal do Idam, a zootecnista Meyb Seixas, o espaço de exposição de animais na plataforma da feira garantiu à população poder ver os animais e trouxe oportunidades de negócios para os produtores.
 
Na avaliação do diretor-presidente do Idam, Valdenor Cardoso, é importante manter a tradição da exposição dos animais e, além disso, que sejam fechados negócios.
 
“São mais de 200 animais e expositores de 10 municípios do Amazonas, um marco que uma feira tradicional, infelizmente, não proporciona. Com a feira digital, temos expositores de Manaus e Iranduba, mas temos também expositores de Apuí e Manicoré, cidades bem distantes da capital. E essa também é a oportunidade de todos os criadores do estado fazerem negócios, já que a maioria das feiras locais também foi cancelada por conta da pandemia do Covid-19”, pontuou.
ADS – As Feiras de Produtos Regionais da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS) também marcaram presença na 42° Expoagro. Com entrega de produtos via delivery, a feira on-line movimentou R$ 6.657,00 em recursos. De acordo com o presidente da ADS, Sérgio Litaiff Filho, o número superou as expectativas.
 
“Isso mostra a força que tem o setor primário do Amazonas. Mostra, ainda, que nossos produtores querem e podem se modernizar, adentrando novos mercados, como o on-line. A ADS vai continuar trabalhando para criar esses caminhos, porque nossos produtores têm muito potencial a ser explorado. Fico muito grato por participar desse momento histórico, e vamos à 43° Expoagro!”, destacou.
 
Os produtos comercializados durante os três dias de evento foram diversificados: abacaxi, hortifrutis, pães, bolos, café e lanche regional foram os alimentos encomendados pelo site da Expoagro. Além da entrega, os clientes puderam fazer encomenda para retirada nos endereços das Feiras da ADS, que acontecem de terça a sábado, em várias zonas de Manaus.
 
Adaf – Também durante a 42ª Expoagro, a Adaf  promoveu o 2º Fórum “Amazonas Livre de Febre Aftosa”, que  abordou o impacto da Instrução Normativa nº 52 para o produtor amazonense.
 

“Essa instrução normativa foi assinada pela ministra Tereza Cristina em 11 de agosto e reconhece 13 municípios do estado como livres de febre aftosa sem vacinação, o que equivale a um rebanho de mais de 1 milhão de cabeças. É importante destacar que nesse fórum tratamos das novas orientações e procedimentos que os produtores devem adotar na movimentação de animais para que possamos manter esse status sanitário e expandir o trabalho de tornar o Amazonas livre de febre aftosa sem vacinação como um todo”, destacou o diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo. 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença