Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
11/10/2020 | 15:45 - Amazonas / Turismo

Em Tabatinga, Wilson Lima lança programa Amazonas Cultura de Valor

Foto: Diego Peres/Secom.

 

 

Novo programa de governo inicia com a "Expedição Cultural", que passará também por outros municípios do interior

 

O governador Wilson Lima lançou, neste sábado (10/10), o “Amazonas Cultura de Valor”, programa de governo para potencializar a cultura do interior e promover o alinhamento do Estado à política pública nacional para o setor. O evento aconteceu na Escola Estadual Conceição Xavier de Alencar (GM3), em Tabatinga, com o início das atividades da “Expedição Cultural”.

Com patrocínio da Cosama, a “Expedição Cultural” levará oficinas de dança, grafite, elaboração de projetos culturais e Libras aos municípios do interior. A primeira edição do projeto itinerante passará, além de Tabatinga, por São Paulo de Olivença, Benjamin Constant e Atalaia do Norte. 

A programação inclui, ainda, palestra sobre a Lei Aldir Blanc, apresentações de dança e sessões de cinema. A expedição continuará em circulação, passando por quatro municípios a cada edição.

“Hoje estamos lançando aqui no interior, em Tabatinga, o nosso programa de retomada das atividades na área da cultura para atender nossos irmãos artistas. O artista tem hoje um papel fundamental de transformação social, sobretudo do caráter dos jovens e adolescentes. Quando a criança está envolvida numa atividade cultural, ela não apenas está aprendendo uma arte, o que ela está aprendendo ali é ser cidadã, e isso é importante para o futuro desses jovens”, afirmou Wilson Lima.

Na ocasião, ele também anunciou que assinará, nos próximos dias, a regulamentação da Lei Aldir Blanc, que destinará recursos emergenciais ao setor cultural em decorrência da pandemia. 

Sistema Estadual de Cultura - Outro eixo do “Amazonas Cultural de Valor” é o fortalecimento do Sistema Estadual de Cultura, que inclui, entre outros mecanismos, o Conselho Estadual de Cultura, o Fundo Estadual de Cultura, a Lei Estadual de Incentivo à Cultura e o Plano Estadual de Cultura.

O Sistema possibilita o alinhamento do Estado à política pública nacional para o segmento. Entre os avanços já alcançados nesta gestão estão o início da reestruturação do Conselho e a regulamentação do Fundo, com a abertura do CNPJ, criação da Unidade Gestora e a inserção do Plano Plurianual (PPA) na Lei Orçamentária Anual (LOA). 

O próximo passo para efetivar o Sistema é a eleição do Conselho. O processo eleitoral, que está previsto para novembro, abrirá vagas para candidatos às 11 cadeiras de conselheiros.

Entre os inúmeros benefícios da implantação do Sistema está o repasse de verba da União via renúncia fiscal ou outras fontes por meio do Fundo Estadual de Cultura, criação de editais de fomento e a sustentabilidade do setor cultural via incentivos diretos do segundo setor.
 
Ações na capital - O “Amazonas Cultura de Valor” engloba outras ações junto à população da capital, atendendo às limitações do período de pandemia, entre elas os projetos “O Artista Visita”, “Domingo Autoral”, “Bora pro Parque” e “Festival de Cultura Urbana”.  
 
Projeto realizado com os Corpos Artísticos do Estado, “O Artista Visita” conta com  apresentações de espetáculos e roda de conversa em hospitais e instituições assistenciais. Busca dar visibilidade aos espaços que precisam do apoio da sociedade, além de proporcionar ao artista ações voltadas para o contexto social.
 
O “Domingo Autoral”, realizado no Teatro da Instalação, tem a proposta de formar plateias para que os artistas locais possam divulgar o repertório autoral, e foi idealizado pelos artistas Celdo Braga e Nícolas Júnior. A secretaria abraçou o projeto e oferece ao público um contato com o que é produzido no estado em termos autorais. 
 
O projeto “Bora pro parque!” visa envolver as comunidades vizinhas aos parques Jefferson Péres e Rio Negro nas atividades realizadas nesses espaços. As ações acontecerão uma vez por semana e a programação inclui resgate de brincadeiras infantis, Feiras de Produtos Regionais da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS), feira de artesanato, apresentações musicais e de artistas circenses. 
 
Já o Festival Cultura Urbana contará com pocket shows, intervenções de grafite, e batalhas de Break, MCs e All Style, em todas as zonas da capital. O festival, construído com a participação do movimento hip hop, vai promover o intercâmbio entre os artistas da cultura de rua e a população em geral. 

Outro objetivo da ação é criar uma cadeia produtiva de empreendedores culturais, oportunizando ao artista a ampliação do acesso às comunidades por meio de manifestações urbanas, entre elas dança, artesanato e economia criativa.

 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença