Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
07/06/2020 | 21:20 - Brasil / Brasília

Empresário Carlos Wizard não vai mais colaborar com Ministério da Saúde

Divulgação / Poder 360

O agora ex-secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Carlos Wizard, ao lado do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello

Bilionário atuava como conselheiro, mas ainda não tinha sido nomeado. Criou polêmica com as secretarias, inflando os dados sobre a pandemia
 
O empresário Carlos Wizard anunciou neste domingo (7.jun.2020) que não vai mais empenhar a função de conselheiro do ministro interino Eduardo Pazuello (Saúde).
Apesar não ter sido nomeado oficialmente, Wizard ocupava o cargo informalmente, inclusive participando de reuniões da pasta sobre o combate a pandemia da covid-19.
“Agradeço ao ministro Eduardo Pazuello pela confiança, porém decidi não aceitar para continuar me dedicando de forma solidária e independente aos trabalhos sociais que iniciei em 2018 em Roraima”, disse o bilionário em nota.
Wizard envolveu-se em uma polêmica com as secretarias estaduais de Saúde depois de afirmar na 5ª feira (4.jun.2020) que secretários falseiam dados para obter mais “orçamento”. Ele não apresentou provas.
No mesmo dia, o Ministério da Saúde mudou a maneira de divulgação dos dados, omitindo o total de casos e mortes pela doença no Brasil. Além disso, o site especial da pasta com informações sobre a pandemia no Brasil saiu do ar. Retornou na tarde de sábado (6.jun), mas sem os números consolidados.
O Conass (Conselho Nacional de Secretários da Saúde) classificou a diminuição na transparência como 1 gesto “autoritário”, “insensível” e “desumano”.
EIS A ÍNTEGRA DA NOTA DE WIZARD:
Informo que hoje (7/junho) deixo de atuar como Conselheiro do Ministério da Saúde, na condição pro bono. Além disso, recebi o convite para assumir a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos da pasta. Agradeço ao ministro Eduardo Pazuello pela confiança, porém decidi não aceitar para continuar me dedicando de forma solidária e independente aos trabalhos sociais que iniciei em 2018 em Roraima.
Peço desculpas por qualquer ato ou declaração de minha autoria que tenha sido interpretada como desrespeito aos familiares das vítimas da Covid-19 ou profissionais de saúde que assumiram a nobre missão de salvar vidas.
Carlos Wizard Martins

  

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença