Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
05/09/2020 | 10:25 - Amazonas / Notícias

Equipe técnica do Idam visita unidades locais do Instituto em Atalaia do Norte, Benjamin Constant e Tabatinga

Foto: Divulgação/Idam

 
 
 
Piscicultura, cadeias produtivas e Cadastro Ambiental Rural (CAR) foram alguns dos temas discutidos nas unidades locais (Unlocs) do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), nos municípios de Atalaia do Norte, Benjamin Constant e Tabatinga, na última semana, durante viagem estratégica de colaboradores da unidade central do Idam, em Manaus.
 
De acordo com o presidente do Idam, Valdenor Cardoso, a equipe de técnicos do Instituto visitou a região do Alto Solimões, em missão da presidência do órgão, para tratar das questões estruturais e conjunturais das unidades locais do Idam na região e dos interesses do setor primário nos municípios. “Nas reuniões, a equipe identificou pendências para que busquemos soluções. Conversaram com alguns prefeitos e vamos alinhar um plano de trabalho para este ano, 2021 e 2022 junto às secretarias e prefeituras para iniciarmos um processo ainda mais produtivo e inclusivo das populações ribeirinhas, indígenas e demais agricultores”.
 
O gerente de Apoio à Aquicultura e Pesca do Idam, Daniel Borges, e o gerente de Programas e Projetos do Departamento de Planejamento (Depla) do órgão, Dimitri Portugal, visitaram as unidades locais com o objetivo de reorganizar as atividades para este ano e programar as atividades previstas para o próximo ano. “Auxiliamos as equipes das Unlocs (unidades locais), trouxemos para a unidade central as demandas dos gerentes e trabalhamos para que realizem o planejamento do Plano Operativo para o exercício de 2021”, detalhou Portugal.
 
Em Atalaia do Norte, os colaboradores da unidade local (Unloc) do Idam disseram que o município tem potencial na produção de açaí (manejado e extrativismo) e sugeriram que sejam inclusos no Projeto Prioritário do Açaí para desenvolver melhor a cultura; solicitaram também kits de sementes que deverão ser viabilizados nos próximos meses; discutiram o Cadastro Ambiental Rural (CAR), que é uma prioridade técnica junto aos produtores rurais; e a realização ainda este ano de um curso de piscicultura.
 
Já em Benjamin Constant, foram discutidas as potencialidades do município visando o Crédito Rural da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam); o CAR; Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar - Pronaf (DAP); a necessidade de análise de água, entre outros temas. A equipe visitou também a Fábrica de Mel.
 
Em Tabatinga, as cadeias produtivas de madeira, mandioca e avicultura estiveram em discussão diante da potencialidade dessas práticas no município; a viabilidade de kits de hortaliça para o próximo ano; ação para fomentar a piscicultura; e a execução do CAR. Ainda este ano, deve acontecer, na cidade, um curso de produção de banana.

  

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença