Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
27/06/2020 | 13:50 - Amazonas / Educação

Estudantes de 11 comunidades indígenas recebem os kits do programa Merenda em Casa

Fotos: Lincoln Ferreira

 
 Os 61 alunos da Escola Estadual Samsung Amazonas serão beneficiados com as cestas de alimentação escolar
 
O programa “Merenda em Casa” chegou a mais uma etapa de distribuição no interior do Amazonas. Desta vez, 61 estudantes de comunidades indígenas do baixo Rio Negro e Rio Cuieiras, da Escola Estadual Samsung Amazonas, serão beneficiados com os kits de alimentação escolar do Governo do Amazonas.
Da Marina do Davi, na zona oeste da capital, o gestor Francisco Carlos Rodrigues explica o caminho que as cestas do “Merenda em Casa” seguirão até chegarem ao seu destino. ”A nossa escola atende alunos de 11 comunidades. Já de início, vamos entregar o benefício nas comunidades Santa Maria Terra Preta”, conta.
Conforme Francisco, ainda, os alunos estão ansiosos para receber seus kits. “A expectativa maior é dos estudantes e, sem dúvida, também a nossa, pois conhecemos a realidade desses alunos e sabemos que esses alimentos irão amenizar a necessidade que muitos enfrentaram durante esse período de pandemia”, disse.
Para João Batista, responsável pela Coordenadoria Distrital de Educação (CDE) 4, esse é um projeto ousado e a distribuição aos estudantes de locais mais distantes contempla a diversidade encontrada no Amazonas.
“Estamos muito felizes que esses alunos terão acesso aos kits da merenda escolar, que é muito importante para eles. Esse projeto faz parte de um trabalho árduo que envolve muitas pessoas, como professores, administrativos e outros, tudo para que todos esses estudantes sejam contemplados”, explicou.
Fiscalização – Para Jezanias Souza, presidente do Conselho de Alimentação Escolar do Amazonas (CAE), acompanhar esta etapa é um momento especial.

“Para nós, é muito importante poder chegar em toda a diversidade de alunos que temos no estado. O nosso sentimento é de satisfação, porque a gente sabe que cada aluno teve seu direito à alimentação resguardado e sempre estivemos atentos à fiscalização dessa iniciativa”. 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença