Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
06/06/2020 | 13:25 - Amazonas / Entretenimento

Médicos usam musicoterapia para auxiliar na recuperação de pacientes com Covid-19 no Hospital Delphina Aziz

FOTOS: Aleandra Cruz / Delphina Aziz

 
 
O Hospital Delphina Aziz, na zona norte de Manaus, iniciou nessa semana um projeto piloto de musicoterapia para contribuir na recuperação dos pacientes internados com quadro de Covid-19 e beneficiar também os profissionais que atuam na linha de frente da pandemia, com um momento de descontração e relaxamento. Os sons de violão, guitarra, ukulele, bem como o canto dos profissionais de saúde, que já estavam ganhando espaço nos momentos de alta, passaram a ecoar também nos leitos, animando quem segue em tratamento.
 
O projeto piloto contou com a adesão dos médicos Henrique Rego, Kenit Minori, Hanna Leão, Thiago Paiva, João Neto e Nastassja Ribeiro. Além da ciência, medicina tradicional e cuidados assistenciais, eles consideraram importante incluir a musicoterapia como alternativa no dia a dia da unidade.
 
"Eu uso a música como conexão comigo mesmo e também para me conectar com meus pacientes. Em um cenário como o de um hospital, a música é instrumento que mostra à pessoa que ela não está sozinha. Isso é muito importante", explicou o idealizador do projeto, o médico Henrique Rego.
 
Duas sessões de musicoterapia foram realizadas no hospital durante a semana, contemplando dois turnos de plantões, para que todos os profissionais que estão atuando na linha de frente fossem beneficiados. O Hospital Delphina Aziz deve manter a musicoterapia em pelo menos um dia da semana.
 
Música que ajuda a curar - A música passou a ser usada para auxiliar nos tratamentos de saúde durante a Segunda Guerra Mundial, quando experiências musicais feitas com ex-combatentes demonstraram que a utilização da música e seus elementos ajudaram a diminuir a dor, o estresse e a ansiedade nos veteranos de guerra. Esses resultados deram origem à profissionalização da musicoterapia.
 

Desde 2017, para oferecer aos pacientes um atendimento mais humanizado, a musicoterapia passou a fazer parte da lista de práticas integrativas do Sistema Único de Saúde (SUS), por meio da publicação da Portaria 145/2017. Entre os benefícios citados pelo Ministério da Saúde estão o relaxamento, aguçar os sentidos, movimentar o corpo, melhorar a coordenação motora e até mesmo para ajudar na cura de doenças. 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença