Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
04/06/2020 | 12:00 - Amazonas / Cotidiano

Médicos veterinários devem realizar cadastro para vacinação contra brucelose no Amazonas

Fotos: Divulgação/Adaf

 
 
A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), seguindo as diretrizes do Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose Animal (PNCEBT), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), informa que médicos veterinários do Amazonas já vinculados ao PNCEBT deverão realizar o cadastramento no portal gov.br até dia 20 de junho, para continuarem atuando no processo de controle e prevenção da brucelose no estado.
Este serviço também será necessário para a realização de novos cadastros de profissionais. O cadastro poderá ser realizado através do link https://www.gov.br/pt-br/servicos/obter-cadastro-de-medico-veterinario-para-vacinacao-contra-brucelose. O passo a passo para a realização do cadastro está disponível no site da Adaf.
Os profissionais devem estar regularmente cadastrados no Conselho Regional de Medicina Veterinária do Amazonas (CRMV) e devem fornecer os seguintes documentos: foto padrão para documento, comprovante de endereço atualizado (contas de água, luz, telefone ou similares) e certidão negativa do CRMV-AM (obtida no endereço eletrônico dos CRMV).
Os veterinários também deverão atualizar os dados cadastrais de seus auxiliares através do preenchimento da ficha de cadastro disponível no site da agência e fornecer comprovante de realização de treinamento/capacitação dos respectivos profissionais para atuarem como vacinadores junto ao PNCEBT.
Segundo a médica veterinária e coordenadora estadual do programa de brucelose da Adaf, Walkiria Silva, a brucelose é uma doença de origem bacteriana e atinge diversas espécies animais, causando impactos significativos na qualidade dos rebanhos bovídeos, gerando impactos econômicos na cadeia produtiva de corte e leite. “A brucelose também pode ser transmitida ao homem através do consumo de leite cru e seus derivados ou ao manipular os animais doentes durante o parto. A melhor forma de prevenir a doença é vacinando as bezerras de três a oito meses contra brucelose”, destacou Walkiria.
Sobre o serviço-  O cadastramento é o serviço pelo qual os órgãos de defesa sanitária animal dos estados fazem o registro de médicos veterinários para serem responsáveis técnicos pela vacinação contra brucelose nas Unidades Federativas (UFs) que pretendem atuar.

Este serviço está disponível para as seguintes UFs: Amazonas, Acre, Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins. Os médicos veterinários das demais UFs que queiram se cadastrar para a realização de vacinação contra brucelose deverão procurar diretamente os Serviços Estaduais de Defesa Sanitária Animal.    

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença