Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
31/08/2020 | 18:05 - Brasil / Cotidiano

Pandemia do divórcio: a procura por advogados aumentou 177% em escritório brasileiro durante a quarentena

Divulgação

 
 
Conviver todos juntos o tempo todo não é fácil, e a separação pode ser o próximo desafio da sua vida. Mas, antes de tudo, precisamos olhar para as nossas crianças e pensar na saúde mental do seu filho.
 
Quando iniciamos o isolamento social, as primeiras preocupações eram saber sobre o básico do coronavírus. Mas ao longo desses meses construímos uma nova relação familiar. Pensamos que o planeta estava sendo infestado por um vírus, mas não chegamos a imaginar que ele traria uma outra pandemia: o término de muitos relacionamentos. 
 
Como tudo começou na China, foi lá que esse cenário apareceu primeiro , após 4 meses de quarentena, os escritórios locais registraram um grande aumento de pedido de divórcios, segundo o site Bloomberg. Steve Li, pai de Alice, advogado de família de Shangai do escritório Gentle & Trust Law Firm, afirmou em depoimento ao site, que quanto mais tempo os casais passam juntos, mais se odeiam, ele diz que é compreensível a situação. “É óbvio que esse momento é incomum. Atualmente é difícil conseguir registrar o divórcio imediatamente porque há tantas pessoas na fila dos cartórios, que provavelmente terão que esperar um bom tempo para conseguir agendamento na China”, explica. 
 
E chegou no Brasil.
 
Para se ter uma ideia, segundo Diego Queiroz, filho de Marta e Raimundo, da empresa especializada Divórcios Brasil, que atende na maior parte dos casos pessoas de classe média, em abril deste ano houve um aumento de 177% na procura por advogados para consultoria sobre divórcio em comparação ao mesmo período do ano passado. Além disso, os números mostram-se crescentes desde o início da quarentena. Em janeiro deste ano receberam 55 contatos de pessoas que gostariam da separação matrimonial, já em abril 133.
 
 
Em março o site de buscas registrou aumento de 82% na pergunta “como dar entrada no divórcio?” aqui no país, enquanto em abril, houve um salto de 9900% no interesse de buscas pelo termo “divórcio online gratuito”.
 
Os Estados Unidos foram um dos países mais atingidos pelo coronavírus e apontam o mesmo comportamento: casais confinados estão atrás de advogados para solicitar pedidos de divórcio. Conversamos com o norte-americano, especialista em direito da família em Nova York, Steve Mandel, pai de Corie e Emily, e por enquanto, os tribunais na cidade estão fechados desde março. “Mas nós sabemos que assim que tudo estiver aberto novamente teremos um aumento gigantesco nos pedidos”, aponta.
 

Paisefilhosuol.com 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença