Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
06/06/2020 | 02:35 - Amazonas / Polícia

Polícia Civil prende homem, em Codajás, acusado de maltratar os filhos

Imagem: Divulgação / PC – AM

 
 
Nesta sexta-feira (05/06), por volta das 10h, policiais civis da 78ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Codajás (distante 240 quilômetros em linha reta da capital) cumpriram mandado de prisão preventiva em nome de um homem de 56 anos pelos crimes de maus-tratos e violência doméstica contra cinco crianças. A prisão aconteceu na unidade policial, daquele município.
 
Segundo a escrivã Ana Cristina Leão, gestora da DIP, o infrator compareceu ao Conselho Tutelar para informar sobre o desaparecimento do filho, um adolescente de 13 anos. Na mesma hora em que ele estava no órgão público, alguns vizinhos resolveram prestar queixa na unidade policial, informando suspeitar que o pai havia matado o filho.
 
“No momento em que todas essas diligências ocorriam, recebi uma mensagem da delegada do município de Manacapuru informando que um adolescente de 13 anos usou uma canoa para fugir do pai, pois o mesmo estava sofrendo agressões por parte dele e que não aguentava mais. Logo, foi constatado que se tratava do homem de 56 anos, que estava no Conselho Tutelar”, explicou Leão.
 
Ainda segundo a gestora, de imediato resolveram recolher os filhos do infrator para prestarem depoimento. As crianças, com idades de 5 a 10 anos, relataram que eram maltratadas pelo pai, que as obrigava a fazer todo o trabalho doméstico, enquanto ele permanecia sentado. Elas disseram, também, que apanhavam com qualquer coisa que o pai encontrava, desde uma ‘perna-manca’ até mesmo o remo.
 
“Notamos que as crianças estavam muito abatidas, desnutridas e temiam que o pai pudesse fazer alguma coisa. Então, diante disto, resolvemos solicitar da Justiça um mandado de prisão preventiva que, em seguida, foi expedido e cumprido nesta sexta. As crianças foram entregues aos familiares e estamos aguardando a mãe para prestar depoimento sobre o caso”, finalizou Ana Cristina.
 

Procedimentos – O homem está encarcerado na unidade prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça. 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença