Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
04/06/2020 | 11:55 - Amazonas / Polícia

Polícia Civil prende homem que ateou fogo no corpo da própria companheira, em Manacapuru

FOTO: Divulgação / PC-AM

 
Policiais civis da Delegacia Especializada de Polícia (DEP) de Manacapuru (distante 68 quilômetros em linha reta da capital), sob o comando da delegada-geral Emília Ferraz e coordenação da delegada Roberta Merly, titular da unidade policial, cumpriram, nesta terça-feira (02/06), por volta das 14h, mandado de prisão preventiva em nome de um autônomo de 26 anos, por atear fogo no corpo da própria companheira, uma mulher de 34 anos. O crime aconteceu na madrugada do último dia 27 de maio, por volta das 3h, na casa do casal, bairro Aparecida, naquele município.
 
Conforme a autoridade policial, na ocasião do crime, o casal estava ingerindo bebida alcoólica e fazendo uso de substâncias entorpecentes. Ainda segundo a delegada Roberta Merly, em determinado momento, eles iniciaram uma discussão e o homem pegou um frasco com acetona e jogou na cama e no corpo da vítima e, em seguida, ateou fogo.
 
“O indivíduo ainda tentou apagar o fogo, porém, ficou ferido também. Eles foram socorridos por vizinhos e levados até uma unidade hospitalar, onde ela permaneceu internada dada a gravidade das queimaduras. Já ele, teve alta e depois fugiu”, relatou a titular da DEP.
 
Roberta informou que representou pelo pedido de prisão preventiva em nome dele. A ordem judicial foi expedida no dia 29 de maio, pela juíza Scarlet Braga Barbosa Viana, da Vara de Manacapuru. “Iniciamos as diligências para localizar o indivíduo, porém, a mãe dele conseguiu convencê-lo a se entregar. Ele veio até a unidade policial e, em depoimento, relatou que, no momento do delito, estava bastante alterado pelo fato de ter consumido bebida alcoólica e não se recorda exatamente como as coisas ocorreram”, disse a delegada.
 
Procedimentos – O homem foi conduzido ao prédio da DEP Manacapuru, onde foi indiciado por lesão corporal grave. Ao término dos procedimentos cabíveis, ele irá permanecer na carceragem da unidade policial, à disposição da Justiça.

 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença