Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
06/08/2020 | 19:20 - Amazonas / Saúde

Regula+Brasil: Amazonas reduz quase 100% da fila de espera com especialistas

Fotos: Divulgação/Susam




O Amazonas reduziu quase 100% da fila de espera, de oito especialidades, com o apoio do Programa Regula+Brasil do Ministério da Saúde. O programa é resultado de parceria entre a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) e o Hospital Sírio Libanês (HSL).

O Regula+Brasil é coordenado pelo Complexo Regulador do Amazonas, que recebe os pedidos de consulta e realiza as marcações com os especialistas. A coordenadora do Complexo, Keila do Valle, explica que a secretaria tem trabalhado para a redução na espera por consultas e que a plataforma tem sido um importante aliado.

“O Complexo Regulador vem trabalhando com várias estratégias para que a gente consiga fazer a redução das filas e uma delas é o Regula+Brasil, que é uma parceria com o Hospital Sírio Libanês, onde ele auxilia o Complexo Regulador a fazer a atualização da fila, assim como fazer a consulta por teleconsulta com os pacientes”, explicou.

Segundo o Complexo Regulador, desde o início do Regula+Brasil na rede estadual do Amazonas, em 2019, a redução na espera por consultas feitas por especialistas alcançou os seguintes patamares: cardiologia geral (99,85%); ortopedia geral (99,77%); proctologia (98,32%); endocrinologia e metabologia (99,90%); reumatologia (99,43%); gastroenterologia (99,93%); urologia (99,66%) e pneumologia (95,75%).
“Com a diminuição das filas, os pacientes não precisam aguardar por muito tempo para realizar a consulta”, acrescentou a coordenadora.
Além de avaliar as solicitações inseridas para consultas nas especialidades - qualificando melhor o encaminhamento, o Regula+Brasil também passou a oferecer, neste ano, o atendimento por teleconsulta com médicos do Sírio Libanês para pacientes da capital do Amazonas.

De acordo com Keila do Valle, os pacientes, ao serem atendidos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e encaminhados para os especialistas, podem escolher entre a consulta presencial ou virtual. ”É dada a opção ao paciente de fazer a consulta por teleconsulta, onde o paciente assina o termo de consentimento e o médico entra em contato no dia e horário marcados para realizar o atendimento”, contou.

Para Keila do Valle, com a organização e redução das filas, o próximo passo é ampliar a aplicação do programa para outras especialidades como neurologia adulta e pediátrica, cardiovascular e psiquiatria. 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença