Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
16/08/2020 | 13:45 - Amazonas / Polícia

Sejusc retoma atividades presenciais no Cream com quatro cursos de qualificação

Fotos: Divulgação/Sejusc


 
 
Ao todo, 86 mulheres irão compor as quatro turmas, divididas nos turnos matutino e vespertino

Serão retomados, nesta segunda-feira (17/08), os cursos de qualificação oferecidos pelo Centro Estadual de Referência e Apoio à Mulher (Cream). Todos são voltados a mulheres em situação de vulnerabilidade. O local é coordenado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria Executiva de Políticas para Mulheres, vinculada à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), e oferece apoio psicossocial, jurídico e profissional a vítimas que viveram ou ainda passam pelo ciclo de violência doméstica.
Ao todo, 86 mulheres vão compor as quatro turmas, divididas nos turnos matutino e vespertino. As alunas matriculadas são mulheres acompanhadas pelo Cream ou que foram encaminhadas pela Rede de Atendimento à Mulher, formada por vários órgãos do Poder Público. As interessadas que participarão dos cursos – que ocorrem em parceria com o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) – vivem ou já viveram o ciclo de violência e estão no processo de rompimento para alcançar a independência financeira.
O secretário William Abreu, titular da Sejusc, informou que o Cream trabalhará, até dezembro, com quatro cursos nas áreas de operador de caixa, repositor de mercadoria, conferente de mercadoria e estoquista. As aulas do curso de operador de caixa serão realizadas de segunda a quinta, enquanto as aulas dos demais cursos acontecem duas vezes na semana. A carga horária é de 60 horas.
De acordo com a coordenadora do Cream, Giselle Postal, o Centro estava com as atividades presenciais suspensas desde março devido à pandemia, no entanto, as equipes do Cream continuaram realizando o acompanhamento das assistidas por meio de videochamadas e de visitas domiciliares. A coordenadora afirma que o retorno dos cursos seguirá as regras de distanciamento e será uma forma de resgatar a autonomia das assistidas.
“A retomada desse processo é importante porque a partir dos cursos elas conseguem se inserir no mercado de trabalho, buscando sua autonomia e independência financeira, além da interação social. Foi um longo período de isolamento, onde as pessoas ficaram um bom tempo sem poder sair de casa. Agora, é o momento de retomada gradativa, o que é muito importante para a saúde mental delas e para romper com o ciclo de violência”.
Próximos cursos – Para 2021, as instituições estimam que ao menos dez cursos sejam iniciados. Para o primeiro semestre estão previstos: decoração de balões, maquiagem, design de sobrancelha e tranças e penteados. Para o segundo semestre, o Cream oferecerá capacitação em libras, corte e escova de cabelo, confeiteiro, ornamentação de festas, jardinagem e paisagismo. Para informações sobre os cursos, o número disponibilizado é o (92) 98483-6488.
Sobre o Cream – O Cream constitui uma estrutura essencial do programa de enfrentamento à violência contra a mulher e faz parte do compromisso assumido pelo Governo do Estado em promover a ruptura da situação de violência e a construção da cidadania por meio de ações globais e de atendimento interdisciplinar especializado à mulher em situação de violência.
O Centro integra a rede de serviços destinada à prevenção e ao enfrentamento à violência contra a mulher. Tem por objetivo o atendimento psicológico, social, orientação e atendimento jurídico, em parceria com o Núcleo de Defesa da Mulher (NUDEM) da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE), à mulher em situação de violência, contribuindo para seu fortalecimento e resgate da sua cidadania.

  

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença