Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
28/08/2020 | 15:45 - Amazonas / Polícia

SSP-AM incinera uma tonelada de maconha apreendida em Manaus

FOTOS: Erlon Rodrigues/PC-AM

 
 
A Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) e a Polícia Civil do Amazonas realizaram, na manhã desta sexta-feira (28/08), a incineração de uma tonelada de entorpecentes apreendidos, neste ano, durante ações policiais em todo o interior do estado. A droga foi destruída em uma fábrica especializada em resíduos sólidos, localizada no Distrito Industrial, zona leste de Manaus.
 
Esta é a segunda incineração de grande porte realizada pelo sistema de segurança em 2020. A primeira ocorreu em fevereiro, quando duas toneladas foram queimadas. O secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, disse que a destruição representa uma etapa importante do trabalho de desarticulação do crime organizado. Ele destacou o reforço nas operações de segurança, especialmente na Base Arpão, que vai ajudar a fechar a rota do Solimões, utilizada para trazer drogas oriundas da região de fronteira.
 
“Isso é a conclusão final do prejuízo para o crime organizado. Nós vamos intensificar nesse ano a incineração de drogas, assim como o trabalho de repressão ao tráfico. A polícia está apreendendo mais ainda, principalmente com a Base Arpão. Aqui na cidade nós tivemos a maior apreensão de drogas em área urbana, nessa semana, realizada pelo DRCO”, destacou o secretário.

Desencadeada pelo Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), na tarde de terça-feira (25/08), uma operação na capital resultou na apreensão de mais de 1 tonelada de maconha do tipo skunk, avaliada em R$ 15 milhões. Conforme a Polícia Civil, esta foi a maior quantidade de drogas apreendida, em via terrestre, da história do Amazonas. A ação policial ocorreu na avenida Torquato Tapajós, bairro da Paz, zona centro-oeste de Manaus.
 
A delegada-geral, Emília Ferraz, ressaltou que as operações contam com a importante atuação das especializadas. “Na capital, esse trabalho tanto do DRCO quanto do Denarc (Departamento de Investigação sobre Narcóticos) tem resultado também em uma constante apreensão. É necessário esse ciclo de incineração dessa droga para concluir o processo”, afirmou.
 
A maior parte do material destruído hoje foi apreendido durante as ações no primeiro semestre, especialmente no período de isolamento social por conta da pandemia de Covid-19, ressaltou a delegada Leila Silva, diretora do Departamento de Recebimento, Análise e Distribuição de Material Apreendido (Drad), da Polícia Civil.
 

Em 2020, as forças de segurança já apreenderam mais de 5 toneladas de entorpecentes, a maioria em ações policiais no interior amazonense. 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença